Home page Vários assuntos Cuide-se Contato Imprensa
Home page
Vários assuntos
Cuide-se
Contato
Imprensa
BLOG
 

OUÇA A SUA PELE

 

 

         É possível conversar com a nossa pele? Ela é o maior órgão do nosso corpo, mas temos dado ouvidos à ela? Normalmente exigimos que nossa pele seja sempre bonita, aveludada, macia, bronzeada, íntegra, sem manchas etc. Mas nem sempre paramos para cuidar dela como ela merece. 

Por mais óbvio que possa parecer, cuidar da nossa pele significa cuidar de nós mesmos. Por isso é tão importante dar ouvidos ao que nossa pele tem a nos dizer. Cada mancha, cada rachadura ou cada tipo de pele revela uma vida vivida. Revela o quanto temos cuidado de nós mesmos ou o quanto temos nos esquecido.

Atrás da nossa pele existe uma alma humana. Atrás de uma pele excessivamente sensível, existe uma alma muito vulnerável, enquanto que uma pele grossa aponta para uma alma que permanece mais na defensiva. Nossa pele é sempre muito sensível às nossas emoções e sentimentos, até mesmo quando não queremos nos dar conta do que estamos sentindo. 

É através da pele que sentimos o frio, o calor, o arrepio, a dor e o amor. A pele é a fronteira que nos separa do mundo externo, mas também nos conecta a ele, pois é através dela que tocamos e sentimos nosso ambiente.

Qualquer distúrbio interno com nossos órgãos é refletido na epiderme, basta reparar como ficamos pálidos ao adoecer, e qualquer estímulo externo é transmitido para dentro do corpo, seja um carinho, um remédio ou a ação do sol. É sempre a pele que estabelece o contato. 

A pele pode ser ferida de dentro para fora através de inflamações, espinhas e também pode ser ferida de fora para dentro através de ferimentos e operações. Nem sempre podemos salvar a nossa pele destes acontecimentos e nossos limites ficam comprometidos. As vezes, ficam cicatrizes para o resto de nossas vidas.

A pele é uma grande superfície de projeção que revela ao mundo exterior o que se passa no mundo interior. Nossa pele nos mostra, nos revela e não podemos trocar de pele. Podemos ficar vermelhos de vergonha, pálidos de susto, suamos de medo ou excitação e nos arrepiamos de horror. Estamos sempre nos revelando.

Desta forma, uma pele saudável revela uma pessoa de bem consigo mesma. Alguém que não se oculta por debaixo da pele. Alguém que aceita os sinais dos tempos, porque envelhecer também faz parte da vida. E envelhecer com saúde faz parte do amor que temos por nós mesmos e do quanto estamos dispostos a nos conhecer e a nos cuidar.

É desta forma que a nossa pele revela sua beleza humana, quando nos dispomos à árdua tarefa de conhecer e cuidar de nós mesmos. Pois há uma diferença entre ser bonita e parecer bonita, ou seja, a forma precisa estar em concordância com o conteúdo. 

A beleza está na essência, enquanto que a tentativa de modificar nossa aparência revela a desaprovação e a falta de amor a si próprio. 

Wania Prado

Tell a Friend


Comentários
Sugestão de temas

Site Map