Home page Vários assuntos Cuide-se Contato Imprensa
Home page
Vários assuntos
Cuide-se
Contato
Imprensa
BLOG
  

"Todo fim é uma oportunidade de recomeçar!”

 

Todo inicio de ano deveríamos nos perguntar: que caminho eu devo seguir? Por onde começar? E para que possamos encontrar uma resposta, será necessário mergulharmos dentro de nós mesmos. Ao explorarmos nossa profundidade, nossa intimidade, poderemos compreender melhor nossas perdas e ganhos no decorrer do ano que terminou.

Neste longo processo, possivelmente iremos resgatar o que precisamos para começar a caminhada do próximo ano. Encontraremos em nosso ser -expectativas, cumplicidade, habilidades, alegria, disposição para viver, curiosidade, confiança e fluidez dos sentimentos. Todos estes ingredientes são extremamente necessários para se começar algo novo, seja o próximo ano, seja um novo relacionamento ou um novo trabalho. São importantes para se viver bem consigo mesmo e com o outro.

Quando estes ingredientes não estão presentes é porque precisamos desenvolve-los, caso contrario, estaremos fadados a repetir o padrão já estabelecido há anos, desde que éramos pequeninos. Iremos começar algo novo, vestindo as velhas roupas de sempre, com as velhas respostas, com nosso jeito automático de ser. Ao começar ou recomeçar, temos sempre uma escolha a fazer entre a convicção e a responsabilidade.

O caminho da convicção é aquele já estabelecido há muito tempo. É o começo pelo que é certo ou errado através de uma forma já fixada. Ao invés deste, podemos escolher o caminho da responsabilidade, onde estabelecemos desde o inicio uma escolha mais complexa baseada no que é melhor para o desenvolvimento de todos aqueles ingredientes tão importantes para se viver em harmonia. O caminho da responsabilidade exige estar em cumplicidade com a vida e com o que ela realmente pode nos dar. Exige disposição para reconhecer e desenvolver aquilo que nos falta.

Quanto maior for o nosso conflito para escolher qual caminho seguir, maior será o nosso poder de transformação em nos mesmos. Pois, a vida não nos proporciona uma interpretação antecipada de cada situação e até por isso, parece não ter significado. Mas cada caminho escolhido guarda um mistério que vai sendo revelado dia-a-dia. Às vezes, estamos tão ocupados com o certo e o errado que nos furtamos da possibilidade de desfrutar do simplesmente ser e de perceber o sentido de nossa vida! E com isso boicotamos nosso desenvolvimento pessoal.

Sempre que começamos algo novo e nos perguntamos qual caminho seguir, estamos na verdade questionando o sentido de nossa vida. E o sentido da vida muda conforme o nosso conhecimento do mundo, conforme a consciência que temos de nós mesmos.

Site Map